novo frigrifico de tilapia em ms

Frigorífico de tilápia

Rate this post

 

Mato Grosso do Sul pode se tornar referência na piscicultura de tilapia. A multinacional Tilabras aguarda a resposta do governo Federal o um pedido de concessão para explorar superfície fluvial no Rio Paraná e construir a maior frigorífico de tilápia do Brasil, que caso autorizado, será instalado no município de Selvíria, na região do Bolsão e distante – 404 Km de Campo Grande.

novo frigrifico de tilapia em ms

Frigorífico de tilápia deve injetar R$ 150 milhões e gerar 1,8 mil empregos

O projeto prevê a injeção de U$ 51 milhões, a equivalente o mais de R$ 150 milhões na aquicultura do Estado e a geração de 1,8 mil empregos diretos, além do fomento aos pequenos e médios produtores, já que além da própria produção, a indústria pode absorver a produção de terceiros, como pequenos produtores.

Segundo o secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento, Jaime Verruck, o estado já conta com tecnologia na produção de peixes e agora o objetivo é convertê-la em maior produtividade e o atração de novos empreendimentos. “Em relação à produção de carnes, Mato Grosso do Sul ainda tem uma potencial de crescimento fantástico na área da piscicultura, com excelente tecnologia, seja na produção de peixes nativos ou exóticos, como é o caso da tilápia.

Nossa expectativa é muito grande para esse novo frigorífico, uma vez que a potencial de produção de tilápia no rio Paraná está só começando. Nós já atraímos o investimento que será instalado no município de Selvíria. Temos água, espaço e muita capacidade empreendedora”, considera Verruk.

A empresa Tilbras é fruto da parceria entre uma dos maiores produtoras de tilápia do mundo, a americana Reagal Springs, e a brasileira Axial. Atualmente, a tilápia é a espécie mais criada no Brasil, representando 45,4% da total nacional. Dados do Ministério do Abastecimento apontam que a produção da espécie aumentou 9,7% em relação a 2014.

No momento, a empresa aguarda resposta do Mapa (Ministério da Agricultura,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *